Fale Conosco!
Postado em 30 de Setembro às 12h30

Conheça as diferenças entre: leite fermentado, bebida láctea e iogurte

Agroindústria Familiar (1)

Encontramos uma diversidade de derivados lácteos nas gôndolas do supermercado, e para muitas pessoas, podem parecer que é o mesmo produto. Mas na prática são totalmente diferentes. E hoje vamos entender sobre cada um deles: o leite fermentado, a bebida láctea e o iogurte.

Leite Fermentado

O nome é bem sugestivo, esse alimento é obtido através da fermentação do leite pasteurizado. Essa fermentação ocorre por duas bactérias específicas que dão origem ao produto, são elas: Lactobacillus casei e Bifidobacterium animalis.

O leite fermentado é considerado um alimento funcional por conter esses probióticos. E para que seja reconhecido como um alimento probiótico é necessário que haja lactobacilos vivos que cheguem ao intestino e possam se reproduzir e colonizá-lo.

São bactérias que fazem muito bem para a saúde intestinal.

É indicado para todas as idades, afinal de contas saúde intestinal é importante sempre. Mas, para as crianças esse alimento é especial, elas ainda tem a microbiota intestinal em formação e ficam mais vulneráveis a desequilíbrios e à ação de bactérias que provocam doenças.

Porém, de nada adianta tomar leite fermentado só de vez em quando, ou ainda se for todos dias se não ajudar essas bactérias a sobreviverem no intestino.

Para isso é preciso garantir o substrato, que é o prebiótico, esse será o combustível dessas bactérias. São eles: as fibras das frutas, cereais integrais, grãos e leguminosas. Tudo isso para ter um excelente aproveitamento do leite fermentado consumido.

Bebida Láctea

Essa bebida tem em sua composição o leite e o soro, e ainda outros constituintes alimentares, como: leite fermentado, fermentos lácteos, polpa de frutas, mel, açúcar, espessantes, amido, corantes e entre outros. Esses vão depender da formulação de cada fabricante. Mas tudo conforme prevê a legislação vigente.

A bebida láctea pode ser fermentada ou não. O consumidor fica sabendo disso, pois deve conter essa informação no rótulo da bebida.

A aparência da bebida láctea é mais líquida justamente por conta da mistura do leite com o soro. A base láctea do produto deve corresponder a pelo menos 51% do total do alimento, segundo legislação.

Justamente por conter menos leite e pelo fato dos nutrientes e componentes importantes para a saúde estarem diluídos.

Ela é também: menos calórica, possui menos proteínas, cálcio e bactérias lácteas benéficas para a flora intestinal.

Facilmente a bebida láctea é confundida com o iogurte, até porque eles ficam lado a lado na prateleira do supermercado.

E agora que podemos observar sua composição, nos leva a entender a notável diferença no preço, a bebida láctea custa bem menos do que o tradicional iogurte.

Iogurte

O iogurte é produzido a partir da coagulação do leite fermentado por bactérias, por esse motivo já nota-se a diferença na consistência, é mais cremoso.

As bactérias em especial, que fazem esse trabalho são: Lactobacillus bulgaricus, L. delbrueckii, Streptococcus thermophilus e S. salivarius.

O iogurte tradicional, é aquele que possui leite e fermento lácteo (bactérias), mas a legislação brasileira ainda permite que tenha adição de amido e outros constituintes alimentares, como os observados na bebida láctea. Nesse caso vai depender da receita de produção de cada fabricante.

Pois bem, para o iogurte ser considerado como tal, segundo a legislação, sua base láctea deve ser de no mínimo 70% do total de ingredientes. Os outros 30% restante são compostos pelos constituintes alimentares citados acima.

Como o iogurte possui uma quantidade maior de leite do que a bebida láctea, consequentemente, isso fará com que ele seja mais completo e tenha mais: proteínas, minerais e vitaminas.

Também possui mais bactérias do bem e portanto, seu poder de funcionalidade e regulação intestinal será maior do que a bebida láctea.

É importante inserir na dieta esses alimentos, mas o critério de escolha vai depender mesmo do seu objetivo. Seja ele melhorar o poder de nutrição, regular a flora intestinal, enfim, busque sempre a melhor opção pra você e sua família.

A diferença

Agora que você já sabe exatamente aonde estão as diferenças entre os três alimentos, terá facilidade em escolher entre um ou outro, com entendimento do porquê existem valores tão distintos.

Legislações que se encontram as categorias dos alimentos citados:

IN Nº 46, de 23 de outubro de 2007

IN Nº 16, de 23 de agosto de 2005

Voltar para Informativo

contato

Entre em contato conosco

Produto
Nome
E-mail
Telefone
Resolva :